13fev

CALENDÁRIO 2017 1º SEMESTRE

LEIA MAIS

JANEIRO
19/01 – Reunião de pais turmas Jardins I, II e III
20/01 – Reunião de pais turmas Berçário/Primeiros Passos/Mini e Maternal
23 a 31/01 – Colônia de Férias
24/01 – Palestra sobre adaptação para pais novos

FEVEREIRO
01 a 03/02 – Colônia de Férias
24/02 – Grito de Carnaval
27 e 28/02 – Feriado de Carnaval (não haverá aula)
06/02 – Início Ano Letivo

MARÇO
01/03 – Aula experimental das aulas extras
01 a 10/03- Reunião com os pais para apresentação do projeto – (por turma)
09/03 – Aniversário de Joinville (não haverá aula)
13/03 – Troca troca de uniforme na área coberta

ABRIL
10 a 13/03 – Semana de Páscoa na escola
14/03– Feriado Paixão de Cristo (não haverá aula)
21/04– Feriado Tiradentes (não haverá aula)

MAIO
02 a 12/05 – Homenagem ao dia das mães na escola
15 a 26/05 – Campanha do agasalho
19/05 – Reunião de pais Jardim II – apresentação da Proposta Pedagógica do Jardim III
27/05– Dia da Família na escola

JUNHO
15/06- Feriado Corpus Christi
16/06- Plantão Feriado Corpus Christi (com as auxiliares)
19 a 23/06 – Gincana de Educação Física
29/06 – Festa Junina (interna)

09fev

Universo Lúdico: a importância do brincar na aprendizagem

LEIA MAIS

O professor e psicólogo Lev Vygotsky define o ensino como um processo social. Para ele, assume-se a brincadeira como atividade social da criança – cuja natureza é essencial para a construção da personalidade e compreensão da realidade na qual o pequeno indivíduo está inserido.

A ludicidade é a mais eficaz ferramenta de ensino infantil, pois permite a transmissão de novos conhecimentos através de uma abordagem compatível com a perspectiva da criança. São atividades primárias diretamente relacionadas com o desenvolvimento dos aspectos físico, social e intelectual dos pequenos. Desta forma, as crianças assimilam o conhecimento num processo espontâneo, que lhes dá abertura para fantasiar, imaginar, sonhar e viver como crianças que aproveitam a infância de maneira plena.

A didática de antigamente entendia a brincadeira como momento exclusivo, criteriosamente separado do momento de ensino. A pedagogia atual começa a entender os ganhos envolvidos na dinâmica de aprender brincando – tanto no sentido de assimilação de conteúdo, quanto no sentido da formação da criança como pessoa e cidadã. Entenda melhor os benefícios do universo lúdico dentro da educação infantil:

APRENDIZAGEM SOCIAL

A brincadeira é a primeira lição de cidadania repassada para a criança de forma natural, espontânea e não normativa. Enquanto brinca, a criança aprende a respeitar regras, a respeitar ao outro e a si mesma, enquanto expande e aprimora seu relacionamento social, com noções de divisão, compartilhamento e boa convivência. Ensinos lúdicos encorajam a criança a se expressar, a discordar, a reconhecer sua individualidade e sua capacidade de liderança – ao mesmo tempo em que estimulam a ouvir, ponderar, reconhecer erros e permitir ser liderada. As brincadeiras oferecem um equilíbrio de experiências favoráveis e desafiadoras, simulando situações “da vida real” com a leveza e a alegria que a infância precisa ter. Sendo assim, brincar é uma ótima forma de aprender a ter controle de emoções e atitudes dentro de um contexto social – assim, preparamos os pequenos para um futuro harmonioso e consciente.

APRENDIZAGEM PESSOAL

Além de ensinar questões da vida social, as brincadeiras também são uma incrível ferramenta de conhecimento pessoal – tanto da criança sobre ela mesma, quanto dos demais a respeito da criança. Ao brincar, a criança fornece diversas informações a seu respeito: a forma como lida com vitórias e derrotas, como interage com os outros envolvidos, como assimila e lida com as diferenças que a cercam e como expressa seus sentimentos. Ter conhecimento das particularidades de cada criança é bastante útil para estimular seu desenvolvimento integral nos âmbitos escolar, familiar e social. Desta forma, as brincadeiras tornam-se verdadeiras aliadas para um ensino individualizado e atento à forma de aprendizagem específica de cada criança.

DESENVOLVIMENTO AMPLIADO

O uso da ludicidade na aprendizagem tem como primeiro objetivo relembrar aos pais e professores uma grande premissa da educação infantil: crianças não são adultos em miniatura – e toda característica relacionada à infância deve ser respeitada e valorizada na educação. Crianças pensam, interagem e se expressam como crianças, e o ensino deve ser pensado nesta mesma linguagem para que haja efetiva assimilação de novas ideias e conceitos. O ensino lúdico também estimula a valorização dos conhecimentos adquiridos previamente pela criança, por entender seu papel social como produtora de história e cultura desde a tenra idade – este é o caminho para formar cidadãos ativos, dinâmicos, convictos de suas opiniões e responsáveis pelos seus atos. Este é o maior auxílio que as instituições de ensino podem ofertar a seus alunos: uma formação completa, que abrange o desenvolvimento cognitivo, afetivo e social – diferente de antigamente, quando se entendia o papel da escola como mera transmissora de conteúdo técnico.

ANTES DE ALUNO, HUMANO

Para uma educação de sucesso, é necessário que o processo de ensino-aprendizagem reconheça a criança como pessoa, antes de vê-la sob a ótica de aluna. É preciso dar atenção aos interesses da criança, permitir que seja movida pela curiosidade e, assim, faça descobertas sozinha – e a brincadeira é uma excelente ferramenta para dar esta dose de humanização ao ensino. Através da ludicidade e dos estímulos certos, as crianças se destacam no desempenho e rendimento escolar, mas sem abrir mão do desenvolvimento pessoal e humano. Crescem, portanto, em todos os sentidos.

Se você está em busca de uma escola focada no desenvolvimento integral das capacidades de seu filho, agende uma visita no Curupira Educação Bilíngue. Aqui, o ensino é repleto de respeito, cuidado e amor.